Temer vai perdoar dívidas com a União de R$ 3,5 milhões de Felipe Maia, Rogério Marinho e José Agripino

9 de maio de 2017 | _
O presidente Michel Temer (PMDB), vai perdoar dívidas de três parlamentares potiguares devedores da União em troca de votos a favor das reformar da Previdência e Trabalhista. Temer vai presentear, os deputados federais Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho (PSDB), além do senador José Agripino Maia (DEM), com a Medida Provisória - MP, aprovada semana passada, concedendo descontos de 99% em multas juros e encargos da dívida ativa com parcelamento de 20 anos para quitação. 

Os débitos dos três parlamentares, somados, chegam à cifra de R$ 3,5 milhões.

Os valores abrangem dívidas atualizadas até março desse ano em nome dos próprios parlamentares, de empresas controladas por eles ou de companhias das quais figuram como sócios.

Entre os três devedores, o maior deles é o senador José Agripino, inscrito na dívida ativa com um débito registrado em seu nome no valor de pouco mais de R$ 38,8 mil, somados a cifra de mais de R$ 3,1 milhões em nomes de suas três empresas - TV Tropical, Rádio Libertadora de Mossoró e Fazenda São João.