Lula ironiza Lava Jato: "se não me prenderem logo, quem sabe eu mando prendê-los"

5 de maio de 2017 | _
Lula participa de congresso do PT em São Paulo ao lado do ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica 

A cinco dias de prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro como acusado na Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ironizou a investida da força-tarefa durante a abertura da etapa estadual do Congresso Nacional do PT, em São Paulo, na noite desta sexta-feira (5).

O ex-presidente também criticou o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), a quem chamou de "almofadinha" e "coxinha". "Pergunte se ele já teve na vida uma carteira profissional assinada", disse. Lula aproveitou sua fala para fazer críticas ao governo Temer e ao Congresso Nacional --"estão fazendo um processo de demolição, é quase uma bomba de Hiroshima em cima dos direitos que nós conquistamos desde a metade do século passado"-- e à Rede Globo.

O petista subiu ao palco sob gritos de "Ô, Lula, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver" e "Lula, guerreiro do povo brasileiro".

Quem prestigiou o evento PTista foi o ex-presidente do uruguaio Pepe Mujica que convocou os petistas a lutar contra o que chamou de novo tipo de ditadura e disse que no Brasil o PT e Lula foram "criminalizados". Ele também pediu cautela com as alianças a serem feitas pelo partido.